Voltar

Arroio do Sal (51) 3687-1360

Bal. Pinhal (51) 3682-1122

Capão da Canoa (51) 3625-2112

Capivari do Sul (51) 3685-1181

Caraá (51) 3615-1324

Cidreira (51) 3681-3400

Dom Pedro de Alcântara (51) 3664-0011

Imbé (51) 3627-2655

Itati (51) 3658-5104

Mampituba (51) 3615-2024

Maquiné (51) 3628-1322

Morrinhos do Sul (51) 3605-1112

Mostardas (51) 3673-1258

Osório (51) 3663-3502

Palmares do Sul (51) 3668-1200

Sto. Antº. da Patrulha (51) 3662-2630

Tavares (51) 3674-1513

Terra de Areia (51) 3666-1285

Torres (51) 3664-2300

Tramandaí (51) 3661-1762

Três Cachoeiras (51) 3667-1155

Três Forquilhas (51) 3628-5262

Xangri-Lá (51) 3689-4635

 
Voltar
Prefeitos decidem pela liberação das atividades nas escolas privadas de educação infantil

Em votação realizada pela Associação dos Municípios do Litoral Norte – Amlinorte nesta semana, os prefeitos decidiram autorizar a reabertura das escolas privadas de educação Infantil nos municípios do litoral. A decisão foi tomada após reuniões realizadas com o Sindicreches RS e representantes das escolas privadas da região, que apresentaram estudos e um levantamento que apontam haver condições neste momento de reabertura desta rede de ensino. “Após muita análise e debate interno, os prefeitos entenderam ser possível autorizar esta reabertura, considerando todos os aspectos sanitários, sociais e econômicos que a decisão exige”, explicou o presidente da Amlinorte, prefeito de Imbé, Pierre Emerim da Rosa.

O Sindicreches RS apresentou um amplo dossiê, que relata a situação de colapso das escolas privadas de educação infantil no Estado, assim como declarações de especialistas e evidências científicas sobre a reabertura. Na região, os representantes demonstraram os vários casos de propagação deste serviço na informalidade, o que gera riscos sanitários muito maiores. Além disso, as evidências científicas apontam que as crianças mostram uma suscetibilidade significativamente menor à infecção pelo Covid-19, do que os adultos, representando uma fração mínima dos casos.

Outro aspecto considerado foi que as escolas terão que apresentar ao ente público todas as adequações às normas sanitárias exigidas nos protocolos de segurança da Secretaria Estadual de Saúde do RS, sendo ainda aprovados os planos nos conselhos municipais antes da abertura. A Amlinorte deverá debater na próxima semana as possibilidades de calendário para o retorno das escolas públicas de educação infantil na região. O calendário proposto e aprovado pelos gestores para a rede privada estabelece as seguintes datas para reabertura:

 

03/11/2020 – Jardim / Pré-Escola

09/11/2020 – Maternal I e Maternal II

16/11/2020 – Berçário e Pré-Maternal

 

 

Rose Scherer – Jornalista (6.175)

Assessoria de Imprensa da Amlinorte

22/10/2020