Voltar

Arroio do Sal (51) 3687-1360

Bal. Pinhal (51) 3682-1122

Capão da Canoa (51) 3625-2112

Capivari do Sul (51) 3685-1181

Caraá (51) 3615-1324

Cidreira (51) 3681-3400

Dom Pedro de Alcântara (51) 3664-0011

Imbé (51) 3627-2655

Itati (51) 3658-5104

Mampituba (51) 3615-2024

Maquiné (51) 3628-1322

Morrinhos do Sul (51) 3605-1112

Mostardas (51) 3673-1258

Osório (51) 3663-3502

Palmares do Sul (51) 3668-1200

Sto. Antº. da Patrulha (51) 3662-2630

Tavares (51) 3674-1513

Terra de Areia (51) 3666-1285

Torres (51) 3664-2300

Tramandaí (51) 3661-1762

Três Cachoeiras (51) 3667-1155

Três Forquilhas (51) 3628-5262

Xangri-Lá (51) 3689-4635

 
Voltar
Prefeitos debatem em assembleia resíduos sólidos, vídeo monitoramento e usina de asfalto

Em assembleia da Amlinorte e Consórcio Público Amlinorte, realizada no último dia 5 de outubro de 2018, os prefeitos debateram novamente a situação da destinação dos resíduos sólidos da região, decidindo pelo lançamento de um novo edital para a destinação final do lixo. O edital deverá seguir os mesmos moldes do lançado em maio desse ano pelo Consórcio Público Amlinorte, ocasião em que nenhuma empresa do setor se mostrou interessada na contratação, pelos valores propostos no edital.

De acordo com o presidente da Amlinorte, prefeito Amauri Magnus Germano, de Capão da Canoa, o objetivo agora é trabalhar na construção desse novo edital assim como continuar analisando a possibilidade de utilizar as novas tecnologias que estão surgindo no mercado. “Esses processos tecnológicos não resolvem o nosso problema de forma imediata, porque demandam tempo para instalação, mas não podemos desconsiderar o avanço da tecnologia a favor dos municípios”, destacou.

O secretário de Obras do município de Capão da Canoa, Eduardo Sarmento, fez uma explanação aos prefeitos sobre a usina de asfalto do município, que pode ser utilizada para produzir cobertura asfáltica às demais cidades. Segundo ele a usina produz asfalto a quente, com capacidade de 40 toneladas a hora, o que dá suporte para fazer parcerias com os municípios em troca de material. Aqueles que tiverem interesse poderão procurar a assessoria jurídica do município de Capão da Canoa para formalizar o convênio.

Em seguida, o presidente da Amlinorte encaminhou o próximo assunto da pauta, sobre segurança pública através do sistema de vídeo monitoramento, contando com a estrutura do Gabinete de Gestão Integrada em Capão da Canoa. Ele passou a palavra ao secretário de Administração do município, Rafael Ayub, que explicou a proposta para a realização de um estudo nos municípios para a implantação do sistema de vídeo monitoramento no Litoral Norte, através de licitação para contratação de uma empresa.

Os municípios já assinalaram seu interesse num protocolo de intenções, assinado pelos prefeitos presentes, para participar do projeto de estudo de implantação do sistema em suas cidades. Após essa fase, deverá ser realizada uma nova etapa para a implementação do sistema.

 

Rose Scherer – Jornalista (6.175)

Assessoria de Imprensa da Amlinorte

09/10/2018