Voltar

Arroio do Sal (51) 3687-1360

Bal. Pinhal (51) 3682-1122

Capão da Canoa (51) 3625-2112

Capivari do Sul (51) 3685-1181

Caraá (51) 3615-1324

Cidreira (51) 3681-3400

Dom Pedro de Alcântara (51) 3664-0011

Imbé (51) 3627-2655

Itati (51) 3658-5104

Mampituba (51) 3615-2024

Maquiné (51) 3628-1322

Morrinhos do Sul (51) 3605-1112

Mostardas (51) 3673-1258

Osório (51) 3663-3502

Palmares do Sul (51) 3668-1200

Sto. Antº. da Patrulha (51) 3662-2630

Tavares (51) 3674-1513

Terra de Areia (51) 3666-1285

Torres (51) 3664-2300

Tramandaí (51) 3661-1762

Três Cachoeiras (51) 3667-1155

Três Forquilhas (51) 3628-5262

Xangri-Lá (51) 3689-4635

 
Voltar
Cilon Silveira encerra mandato na Amlinorte com realizações

Na última sexta-feira, dia 19 de janeiro de 2018, o prefeito de Xangri-lá, Cilon Silveira conduziu sua última assembleia a frente da Amlinorte como presidente, concluindo sua gestão do ano de 2017. No próximo sábado, dia 27 de janeiro de 2018, ele passará o cargo ao novo presidente eleito, prefeito de Capão da Canoa, Amauri Magnus Germano, que conduzirá a entidade durante o ano de 2018.

O relatório das atividades do ano de 2017 foi apresentado aos prefeitos, assim como a prestação de contas da Amlinorte e Consórcio Público Amlinorte. O presidente Cilon deixa o comando da associação com saldo positivo e uma entidade enxugada, adequando os gastos a realidade financeira do país e respeitando o orçamento repassado pelos municípios, através do ICMS.

Também encerra o ano de 2017 com uma série de atividades realizadas em benefício da região, como o encaminhamento de uma solução para a destinação dos resíduos sólidos e os debates a cerca da falta de policiamento no Litoral Norte. A agenda incluiu ainda a valorização das festas municipais, com a participação da Amlinorte em algumas festividades e o acompanhamento de todas as ações promovidas pela Famurs, em defesa dos interesses das cidades.

A integração com o Consórcio Público Amlinorte foi outro ponto forte a ser destacado na gestão do presidente Cilon Silveira, que ao lado do presidente do CP, prefeito Luiz Steffen, de Morrinhos do Sul, buscou alternativas para a manutenção e resolução dos problemas da entidade. “Procuramos trabalhar em conjunto entre a diretoria da Amlinorte e do Consórcio Público, porque essa integração é salutar para a região”, destacou o prefeito de Xangri-lá.

A posse da nova diretoria da Amlinorte e CP Amlinorte será no dia 27 de janeiro de 2018, às 10h, durante a 10ª Festa Nacional do Abacaxi de Terra de Areia. A cerimônia acontecerá no Parque de Eventos do Balneário Santa Rita de Cássia, na praia de Curumim. Na presidência está o prefeito de Capão da Canoa, Amauri Magnus Germano, o vice presidente será o prefeito de Imbé, Pierre Emerim da Rosa, na secretaria o prefeito de Torres, Carlos Matos de Souza, e na Tesouraria ficou mantido o prefeito de Cidreira, Alexsandro Contini. O Conselho Fiscal é composto pelos prefeitos Luis Carlos Gauto (Tramandaí), Dirceu Selau (Mampituba), João Marcos Bassani (Maquiné), Márcia Tedesco (Balneário Pinhal), Luiz Steffen (Morrinhos do Sul) e Robson Brehm (Três Forquilhas).

 

Consórcio Público mantém diretoria e dá andamento aos projetos

 

O Consórcio Público Amlinorte mantém a diretoria que assumiu em junho de 2017, tendo na presidência o prefeito de Morrinhos do Sul, Luiz Steffen, que também toma posse no próximo sábado, dia 27 de janeiro de 2018. Ao seu lado estão o vice-presidente Robson Brehm, prefeito de Três Forquilhas, o tesoureiro Affonso Angst, prefeito de Arroio do Sal, e o secretário prefeito Cilon Silveira, de Xangri-lá.

O Conselho Fiscal do consórcio é constituído pelos prefeitos Luiz Carlos Gauto (Tramandaí), Dirceu Selau (Mampituba), Alexsandro Contini (Cidreira), Aluisio Teixeira (Terra de Areia), Amauri Germano (Capão da Canoa) e Dirceu Machado (Dom Pedro de Alcântara).

Nos destaques das atividades realizadas pelo Consórcio Público em 2017 estão o lançamento do novo edital de consultas e exames, com a mudança da forma de faturamento. A partir do lançamento do novo edital, os valores gastos pelos municípios com clínicas e laboratórios passam a ser faturados diretamente entre município e prestador de serviços. A nova sistemática permite que os municípios gerenciem seus orçamentos nas despesas com consultas e exames, pagando-os diretamente,  sem a necessidade de repassar valores para o CP Amlinorte.

“Com isso, deixamos de ser intermediários nos pagamentos e principalmente na inadimplência, que acabava sempre gerando desgastes para a imagem do CP Amlinorte”, destacou o presidente Luiz Steffen. O consórcio público já está trabalhando em dois novos projetos para 2018, sendo o lançamento de um edital para solução da destinação dos resíduos sólidos dos municípios de forma conjunta e também para a compra de medicamentos.

 

Rose Scherer (Jornalista – Reg. 6175)

Assessoria de Imprensa da Amlinorte

 

22/01/2018