Voltar

Arroio do Sal (51) 3687-1360

Bal. Pinhal (51) 3682-1122

Capão da Canoa (51) 3625-2112

Capivari do Sul (51) 3685-1181

Caraá (51) 3615-1324

Cidreira (51) 3681-3400

Dom Pedro de Alcântara (51) 3664-0011

Imbé (51) 3627-2655

Itati (51) 3658-5104

Mampituba (51) 3615-2024

Maquiné (51) 3628-1322

Morrinhos do Sul (51) 3605-1112

Mostardas (51) 3673-1258

Osório (51) 3663-3502

Palmares do Sul (51) 3668-1200

Sto. Antº. da Patrulha (51) 3662-2630

Tavares (51) 3674-1513

Terra de Areia (51) 3666-1285

Torres (51) 3664-2300

Tramandaí (51) 3661-1762

Três Cachoeiras (51) 3667-1155

Três Forquilhas (51) 3628-5262

Xangri-Lá (51) 3689-4635

 
Voltar
Prefeitos visitam secretário de Saúde do Estado para falar sobre a operação veraneio

Preocupados com o aumento dos atendimentos em saúde no Litoral Norte na temporada de verão, o presidente da Amlinorte, prefeito de Palmares do Sul Paulo Lang, e o presidente do Consórcio Público Amlinorte, prefeito de Balneário Pinhal, Luiz Antônio Palharin, estiveram com o secretário estadual da Saúde, João Gabbardo dos Reis. No encontro, o presidente da entidade também lembrou sobre a falta de repasse dos valores da operação veraneio referente a 2014. O secretário da Saúde informou que o novo governo fez opção de pagar os compromissos do ano de 2015, devido a situação financeira do Estado, e que essas parcelas estão em dia. Sobre 2014, as liberações de pagamentos vão depender dos próximos meses e das decisões do Estado.
Paulo Lang lembrou que a cada ano, cresce o número de pessoas que se desloca para o litoral e que as prefeituras acabam investindo os próprios recursos, que fazem falta no final do ano. “Temos que fazer saúde pública o ano todo e ainda preparar a infraestrutura do município para a alta temporada”, argumentou. Segundo ele, os municípios já querem se programar para o próximo veraneio, contando com os recursos pendentes e também com a revisão de valores.
O secretário de Saúde de Palmares do Sul, João Eugênio Bertuzze, ponderou sobre a possibilidade de transferir os investimentos feitos pelo estado para atenção básica no verão para o pronto atendimento. Segundo ele, com o aumento de demanda, os atendimentos de emergência são maiores que os de atenção básica e justificam a transferência do repasse. O secretário Gabbardo informou que esse tema deve ser discutido na Comissão Intergestores Bipartiti.
O presidente do Consórcio Público Amlinorte, Luiz Antônio Palharin, informou que cerca de 120 mil exames e consultas foram realizadas em 2014, através do consórcio. “É uma excelente ferramenta, mas precisamos discutir alguns aspectos que devem ser redimensionados, sobretudo quanto ao SAMU”, explicou. De acordo com Palharin, o aumento da demanda na alta temporada é preocupante, sendo que os municípios têm retorno do Estado para a atenção básica, mas investem muitos recursos para atender a população durante o veraneio, no pronto atendimento.


O secretário Estadual da Saúde se mostrou receptivo as colocações e informou que todas as demandas devem ser discutidas com a 18ª Coordenadoria Regional de Saúde, sediada em Osório, que montará uma agenda para apreciação do Estado. “O que nós acordarmos com vocês, iremos cumprir”, garantiu Gabbardo. Também participou da audiência em Porto Alegre o vice-prefeito do Balneário Pinhal, Edmilson Gomes Ogando.

Rose Scherer – Jornalista (Reg. 6.175)
Assessoria de Imprensa da Amlinorte